Bahia vence o Botafogo e abre vantagem na Sul-Americana

O Bahia saiu na frente na disputa por uma vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Em partida disputada na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, o Tricolor de Aço derrotou o Botafogo por 2 a 1 e agora só depende de um empate, no jogo da volta, dia 3 de outubro, no estádio Nilton Santos para garantir uma vaga na próxima fase da competição internacional. Como marcou um gol fora de casa, o Alvinegro de General Severiano só precisa de uma vitória simples por 1 a 0 para se classificar.

O time dirigido por Enderson Moreira teve um bom começo quando chegou a abrir dois gols de vantagem, mas o Botafogo reagiu e poderia ter saído com um resultado bem melhor. O Alvinegro de General Severiano desperdiçou várias chances, mandou duas bolas na trave e ainda enfrentou o goleiro Douglas Friedrich em noite das mais felizes. Os gols foram marcados por Ramires e Clayton para o Bahia, enquanto Rodrigo Pimpão descontou para o Botafogo.

O jogo

Com uma equipe muito modificada, o Botafogo começou a partida com cautela, enquanto o Bahia aproveitava o apoio da torcida para tentar pressionar a defesa carioca. E logo aos quatro minutos, marcou o primeiro gol. Nino Paraíba levantou na área, a defesa carioca afastou mal e a bola sobrou para Ramires que bateu no canto esquerdo de Diego que saltou, mas não conseguiu fazer a defesa.

O Botafogo ficou desnorteado ao sofrer o gol e só aos nove minutos é que conseguiu se aproximar da defesa baiana em cobrança de falta executada por Leo Valencia, mas a zaga aliviou o perigo. Armado com três volantes, o time dirigido por Zé Ricardo foi surpreendido com um gol logo no início e encontrava dificuldades para alegrar a partida.

Aos 17 minutos, o meia Leo Valencia sentiu um problema muscular e obrigou o técnico alvinegro a queimar a primeira substituição, Luis Fernando entrou em seu lugar. Dois minutos depois, ao tentar cortar uma cabeçada de Igor Rabello, Nino Paraíba mandou a bola contra seu gol e obrigou o goleiro Douglas Friedrich a praticar grande defesa para evitar o gol de empate.

Aos 22 minutos, a equipe de General Severiano criou nova chance para empatar. Luiz Fernando bateu escanteio e Brenner, na pequena área, concluiu para fora, desperdiçando grande oportunidade para deixar tudo igual.

O Botafogo ficava mais tempo com a bola, mas não conseguia criar situações de perigo para o goleiro Dougas. Já o Bahia trocava passes para segurar a vantagem e se mostrava mais objetivo.  Aos 38 minutos, Léo cruzou e Clayton cabeceou forte, mas o goleiro Diego fez grande defesa. O Botafogo respondeu com um chute de Brenner que bateu na trave depois de receber ótimo lançamento de Igor Rabello.

Aos 41 minutos, Brenner fez excelente passe para Rodrigo Pimpão que completamente livre, acertou a trave, desperdiçando mais uma chance de deixar tudo igual.

O Bahia voltou com Vinicius no lugar de Zé Rafael que sofreu uma lesão muscular, enquanto Zé Ricardo não fez mudanças no Botafogo. E o primeiro momento de perigo foi criado pelo time da casa. Vinicius cobrou escanteio e Douglas Grolli concluiu com perigo para o gol defendido por Diego.

Aos nove minutos, Luiz Fernando bateu falta e Douglas Friedrich fez grande defesa, espalmando para escanteio. Depois da cobrança, a bola sobrou para Marcelo Benevenuto que bateu para o gol, mas Lucas Fonseca salvou em cima da linha.

Quando tudo indicava que o Botafogo chegaria ao empate, o Bahia marcou o segundo gol aos 14 minutos. Após cobrança de escanteio, Clayton cabeceou sem força e o goleiro Diego falhou, espalmando para dentro das suas redes.

Dois minutos depois, o Botafogo marcou. Após conclusão de Luiz Fernando, o goleiro Douglas rebateu mal e Rodrigo Pimpão só empurrou para diminuir a vantagem da equipe da casa.

Depois de ter falhado no primeiro gol, o goleiro do Bahia evitou o empate, aos 22 minutos, ao defender uma forte cabeçada de Marcelo Benevenuto. Em outra conclusão de Benevenuto, Douglas Friedrich voltou a fazer grande defesa.

O Botafogo pressionava e o goleiro baiano aparecia com grande destaque. Aos 26 minutos, Douglas defendeu um chute forte de Luiz Fernando que recebeu bom passe dentro da área.

Aos 30 minutos, o lateral-esquerdo Léo se desentendeu com Luiz Fernando e acabou recebendo cartão vermelho. Para tentar aproveitar a vantagem numérica, o técnico Ricardo trocou o volante Jean pelo atacante Aguirre. Na equipe baiana, o volante Gregore foi deslocado para a lateral. Nos minutos finais, o Botafogo pressionou em busca do empate e o goleiro Douglas, já nos acréscimos, garantiu a vitória do Bahia.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 1 BOTAFOGO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 20 de setembro de 2018 (quinta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Público: 13.725 pagantes
Árbitro: Pieró Maza (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Ríos (Chile)
Cartão Amarelo: Gregore, Nino Paraíba (Bahia) Jean, Gustavo Bochecha, Igor Rabello (Botafogo)
Cartão Vermelho: Léo (Bahia)
Gols:
BAHIA: Ramires aos quatro minutos do primeiro tempo; Clayton, aos 14 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Rodrigo Pimpão, aos 16 minutos do segundo tempo

BAHIA: Douglas Friedrich, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca (Everson) e Léo; Elton, Gregore, Zé Rafael(Vinicius), Ramires e Clayton(Júnior Brumado); Edigar Junio
Técnico: Enderson Moreira

BOTAFOGO: Diego, Luis Ricardo, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Gilson; Jean(Aguirre), Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha e Leo Valencia(Luiz Fernando); Rodrigo Pimpão(Marcinho)  e Brenner
Técnico: Zé Ricardo

Deixe uma resposta

MySQL query error