Atacadista investirá R$ 45 milhões em centro distribuidor na Bahia

Eleita em 2017, pelo 3º ano, a melhor empresa do setor atacadista distribuidor do Brasil pela Fundação Getúlio Vargas, a Bartofil, Cotril e Ormel Distribuidoras (BCR) implantará um centro de distribuição (CD) em Feira de Santana, no centro norte da Bahia. O compromisso foi firmado nesta segunda-feira (22), entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e a distribuidora por meio de protocolo de intenções. Serão investidos R$ 45 milhões e a estimativa é que sejam gerados, nos próximos cinco anos, aproximadamente 300 empregos diretos e indiretos.
 
De acordo com o diretor comercial da BCR, Rafael Bartolomeu, a previsão é que o centro de distribuição comece a operar no primeiro semestre deste ano e aumente significativamente as vendas no estado, que já é o segundo em faturamento do grupo. “No primeiro momento, dominaremos a operação na Bahia e no futuro pretendemos atender outros estados do Nordeste a partir do CD de Feira de Santana. Com um CD aqui no estado, teremos uma entrega ainda mais rápida e um serviço ainda melhor. Nosso objetivo é entregar na região de Feira de Santana e Salvador em, no máximo, 24 horas”, afirma.
 
O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, destaca que o mês de janeiro já traz boas notícias com a atração de um centro de distribuição que vai facilitar a logística beneficiando empresas baianas. “São 300 novos empregos que serão gerados. Tenho certeza que do ponto de vista da mão de obra, a empresa não terá nenhuma dificuldade. O baiano agarra a oportunidade e veste a camisa”, diz o secretário.
 
BCR
 
Com quase 70 anos de mercado, o principal centro de distribuição da BCR fica localizado em Ponte Nova, no interior de Minas Gerais. O grupo tem mais de 1,2 mil funcionários, 300 transportadores autônomos de carga e 1,2 mil representantes comerciais autônomos. 
 
São mais de 9 mil produtos comercializados, distribuídos nas categorias de agroveterinária, automotivo, construção e reforma, equipamentos de proteção individual (EPI), esporte e lazer, ferramentas e equipamentos, papelaria e informática e utilidades domésticas.
 
Fonte: Ascom/SDE

Deixe uma resposta