Mulheres discutem empreendedorismo feminino em evento na ACEC/CDL

Cerca de 50 mulheres se encontraram na manhã da quinta-feira (08) no auditório da ACEC/CDL para uma descontraída palestra sobre o Empreendedorismo Feminino. Durante toda a manhã as empreendedoras discutiram as conquistas e os desafios da mulher no empreendedorismo.

Após ouvirem a história da empresária e produtora cultura Elisângela Sena, mostrando a força da mulher em se reinventar no cenário empreendedor, as empresárias foram presenteadas com a palestra por Isabel de Cássia S. Ribeiro, gerente de Gestão Estratégica do Sebrae Bahia.

Nos últimos quatorze anos, o número de empresárias subiu 34%, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Em 2014, o país tinha 7,9 milhões de empresárias. Um levantamento do Sebrae traçou o perfil das empresárias, que são sobretudo jovens: 40% delas são mulheres com menos de 34 anos que estão concentradas principalmente em quatro áreas de atuação: restaurantes (16%), serviços domésticos (16%), cabeleireiros (13%) e comércio de cosméticos (9%). A maior parte empreende dentro de casa (35%).

Em Camaçari, segundo dados do Sebrae Bahia, através do Portal do Empreendedor, o número de empreendedoras formalizadas através do MEI é superior a 4.700 mulheres. A maioria delas no ramo alimentício. Mas, com forte presença também no setor de estética, comércio varejista, confecções, serviços, entre outros.

Presidente da CDL, Pedro Reis destacou a importância da mulher para sociedade. “A mulher tem um papel importantíssimo na construção da sociedade. Ele sempre teve esse papel quando estava concentrada apenas nas funções familiares. E agora se tornou mais fundamental ainda quando já representa quase que 50% da força trabalhadora e empresarial de nosso país”, afirma.

Empresária do ramo alimentício, Lúcia Sacramento, proprietária da Bio Alimentos, afirma que, “nós mulheres não precisamos provar mais nada a ninguém. Essa história de que por trás de um grande homem existe uma grande mulher não existe mais. Pois, nós caminhamos lado a lado. Afinal, o que seriam dos homens sem nós mulheres? Principalmente agora que além de gerenciarmos nosso lar, somos donas dos nossos próprios negócios”.

De acordo com Rafaela Gomes, coordenadora da Unidade do Sebrae em Camaçari, “hoje a mulher tem todas as condições de empreender. E nós do Sebrae estamos de braços abertos para receber essas mulheres e ajuda-las a transformar seu sonho de negócio numa realidade. Em Camaçari oferecemos cursos, consultoria e treinamentos gratuitos para ajudar as empreendedoras a alavancarem seus negócios e serem mulheres de sucesso”.

 

 

Por:André F. Damasceno

Deixe uma resposta