Ensaio do Cortejo Afro agita o recém-reformado Largo Pedro Arcanjo

Ensaio do Bloco Cortejo Afro
Local: Praça Pedro Arcanjo
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Há pouco mais de uma semana para o início do verão, o Centro Histórico de Salvador já vive o clima de festa da estação mais quente do ano. Baianos e turistas lotam os bares, as ruas e demais espaços do Pelourinho. Nesta segunda-feira (11), o Largo Pedro Arcanjo recebeu o ensaio do grupo Cortejo Afro, numa espetáculo de dança e mistura de ritmos africanos, musica pop e batidas eletrônicas. 

Esta foi a primeira apresentação no espaço após as reforças de requalificação que modernizaram as instalações para garantir mais segurança ao público. Além do Pedro Arcanjo, foram reformados os largos Tereza Batista e Quincas Berro D’agua. Os três espaços foram entregues no dia 4 de dezembro e já estão recebendo programação cultural. As melhorias atendem às determinações de segurança do Corpo de Bombeiros. “O Centro Histórico estava realmente precisando, as praças ficaram bacanas, e o espaço mais valorizado. O que eu tenho percebido é que as pessoas estão chegando e se surpreendendo com mudanças. A reforma veio na hora certa”, afirma o presidente do bloco Cortejo Afro, Alberto Pitta. 

Requalificação 

Os Largos foram fechados em junho deste ano para a execução de obras de requalificação. O investimento de R$ 260 mil do Governo do Estado deu aos espaços mais beleza com a recuperação de estruturas e novos pisos e palcos. Outras melhorias, como a pintura dos casarões também foram realizadas pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado (Ipac), órgão vinculado à Secretaria de Cultura (Secult) e responsável pela manutenção dos espaços. 

Parte já tradicional da programação cultural baiana, os largos têm lugar cativo nas lembranças e memórias de pessoas de várias partes. Visitando a capital baiana, a turista paulista, Analice Garcia, aproveitou para conferir as mudanças. “Sempre que visito Salvador eu venho ao Pelourinho e, claro, curto os shows e apresentações que acontecem nesses largos. Lembro de um show maravilhoso com o cantor Pierre Onassis que eu vi no Tereza Batista foi um momento lindo. São lugares mágicos, ficaram ainda mais bonitos “. 

Concha Negra 

O Cortejo Afro volta a se apresentar no próximo domingo (17), desta vez na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA). O grupo encerra a primeira temporada do projeto Concha Negra, que já contou com apresentações dos Filhos de Ghandy, Muzenza e Ilê Ayiê. O espetáculo terá como convidados especiais a banda Baiana System e o Núcleo de Ópera da Bahia, além de abertura com a dupla performática Kaylane e Kathleen. 

O Concha Negra é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), via TCA e o Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), e em alinhamento com a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), a ação garante o lugar da música afro-baiana na programação mensal do maior complexo cultural da Bahia. 

Os ingressos, a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), podem ser adquiridos no site Ingresso Rápido, na bilheteria do TCA ou nos SACs dos shoppings Barra e Bela Vista.

Repórter: Tácio Santos

Deixe uma resposta

MySQL query error