Semop retira 50 sucatas dos logradouros públicos nesta semana

Nesta semana, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), com o apoio da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), removeu 50 sucatas dos logradouros públicos, sendo que 24 foram removidas pelos próprios donos após serem notificados pelos fiscais. A ação ocorreu nas avenidas Suburbana e Gal Costa e nos bairros de Narandiba, Doron, Águas Claras, Valéria, São Gonçalo do Retiro, Campinas de Pirajá, Uruguai, Massaranduba, Cabula V, São Caetano, Boa Vista de São Caetano, Fazenda Grande, Paripe e Lobato.

De janeiro até esta sexta-feira (14), os fiscais que atuam na operação “Cidade Dez, Sucata Zero”, como é denominada, emitiram 652 notificações e retiraram 670 sucatas das vias públicas da capital baiana, atendendo a denúncias da população feitas pelo Fala Salvador (156) e também pela imprensa. Dessas, 326 foram removidas pelos proprietários após serem notificados e 344 foram apreendidas pela Semop.

“Este trabalho desenvolvido pelo setor de estética da Semop é constante e ocorre em diversos bairros de Salvador, sobretudo naqueles que concentram maior quantidade de carcaças de veículos e sucatas. Uma ação importante para evitar acúmulo de lixo e água da chuva e, assim, eliminar focos do mosquito da dengue, além de melhorar a paisagem urbana e coibir o uso como esconderijos ou pontos de fuga por meliantes”, destaca Marcus Passos, secretário da Semop.

Multa – As sucatas recolhidas pela Semop são encaminhadas para o Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), situado na Av. San Martin. Os cidadãos que tiveram seus objetos apreendidos poderão retirá-los mediante a apresentação dos documentos de identificação do proprietário e do bem. O prazo para a reivindicação é de até 60 dias, pagando multa no valor que varia entre R$ 855,77 a R$ 1,1 mil.

Em 2017, os dados superaram os anos anteriores. No total, foram feitas 1.705 notificações para remoções pelos proprietários, resultando na retirada de 1.492 sucatas das vias públicas de Salvador. Já em 2016 foram 1.183 remoções. Os números dos anos anteriores incluem veículos abandonados que eram de responsabilidade da Semop até a sanção da Lei nº 9.331/18, do dia 30 de janeiro de 2018, que autoriza a remoção de carros abandonados nas vias de Salvador pela Transalvador.

 

Por:SECOM 

Deixe uma resposta

MySQL query error