Suspeito de ser dono de mais de 2 toneladas de maconha morre em tiroteio

Policiais também apreenderam carro de luxo durante abordagem, em Cândido Sales. Homem tinha fugido do galpão, pelo matagal quando policias chegaram no local.

Um homem de 40 anos, suspeito de ser o dono de mais de duas toneladas de maconha, que foram apreendidas em um caminhão e de um carro de luxo, em Cândido Sales, no centro-sul da Bahia, morreu, nesta quinta-feira (11), após se envolver em um confronto com policiais militares, na noite de quinta-feira (10). A informação é da PM.

Segundo informações da Polícia Militar, o suspeito, identificado como Marcos Lima Costa, se envolveu de uma troca de tiros com a polícia por volta das 21h, quando foi atingido. Ele foi socorrido para o Hospital Municipal de Cândido Sales, mas, na manhã desta quinta, não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a PM, uma pistola e munições foram apreendidas com o suspeito.

A PM informou que Marcos Costa foi o suspeito que conseguiu fugir do galpão, usado para armazenar entorpecentes. No local, a polícia encontrou 440 kg de maconha e um veículo de luxo com mais 60 kg da mesma droga, além de prender a mulher de Marcos, na noite de terça-feira (9).

Caso

A polícia encontrou mais de duas toneladas de maconha na terça-feira. Parte do material foi achado em um caminhão, durante abordagem policial, e também em um carro de luxo dentro de um galpão, em Cândido Sales. Duas pessoas foram presas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), após informações de um possível transporte de drogas, equipes das Polícias Militar e Federal montaram um bloqueio na BR-116 e abordaram um caminhão que transportava bobinas de papel.

Na ação, o cão farejador Zeus, da raça Pastor Malinois, da Companhia Independente de Polícia Especializada (Cipe sudoeste), ajudou a localizar 1,8 toneladas de maconha prensada.

O caminhoneiro, que foi preso em flagrante, informou que pegou a droga no Paraná e que o destino final seria Salvador. Nesse momento, ele ainda contou aos policias sobre um local usado para armazenar entorpecentes.

No galpão foram encontrados 440 kg de maconha e um veículo de luxo com mais 60 kg da mesma droga. A mulher de Marcos foi presa no galpão. Ele, no entanto, conseguiu fugir ao perceber a aproximação da polícia.

Os dois detidos foram levados para a sede da Polícia Federal, em Vitória da Conquista, assim como os veículos apreendidos.

Por:G1

Deixe uma resposta