Com participação de Valmir, processo em torno de Rui tem canal de renovação com movimentos

O deputado federal Valmir Assunção foi um dos petistas que participou desde o início dos diálogos em torno do nome de Rui Costa para a sucessão de Jaques Wagner em 2014. Expoente maior da tendência Esquerda Popular Socialista (EPS), e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra na Bahia, o parlamentar levou representantes de diferentes movimentos sociais para o centro do debate, que começou há um ano.

A participação de Assunção abre um canal de renovação com diversos setores dos movimentos sociais que acompanham o deputado, a exemplo dos movimentos negro, sem terra, LGBT e juventude. Nesta nova etapa do processo, Valmir deve ter um papel cada vez mais central dentro do PT, já que a tendência EPS tem 20% do partido. Essa ação vai fortalecer a posição interna e pode impulsionar sua caminhada à reeleição.

Rui Costa e Valmir Assunção durante diálogo sobre a sucessão de Wagner - FOTO Divulgação 2Nos dois eventos do PT, no último final de semana, o deputado petista conseguiu reunir militantes esquerdistas de diferentes regiões e setores para continuar na dianteira dos diálogos com os envolvidos no processo de sucessão para 2014.

Deixe uma resposta