USF Vila Verde marca série de inaugurações de postos nos próximos dois meses

A dona de casa Iraci Souza Santos, de 42 anos, era só ansiedade para o início dos atendimentos da Unidade de Saúde da Família (USF) Vila Verde, construída pela Prefeitura na localidade de mesmo nome, na Avenida Aliomar Baleeiro, também conhecida como Estrada Velha do Aeroporto. Ela era um dos moradores presentes na inauguração do equipamento, ocorrida nesta terça-feira (20) e que contou com a participação do prefeito ACM Neto e do secretário municipal de Saúde (SMS), Luiz Galvão, demais autoridades e imprensa.
A iniciativa marca também uma série de inaugurações de unidades municipais de saúde, a serem realizadas a partir de hoje pela Prefeitura. “Este é o primeiro de uma série de 11 postos a serem entregues, um por semana, nos próximos dois meses. Ou seja, mais de 40 equipes de USF que, a partir de 2019, vão dar assistência à população de Salvador. Será dado o maior salto quantitativo em ampliação da atenção básica dos últimos tempos na capital. Esse trabalho começou em 2013 e não para, sobretudo focando em áreas como essa, que havia uma demanda reprimida e, portanto, um déficit de assistência que será resolvido agora com essa nova unidade”, salientou o prefeito.
Esse déficit pode ser exemplificado com o relato de dona Iraci, que contou que costumava ir a postos em localidades próximas, como a USF Professor Eduardo Mamede, em Mussurunga, para ter atendimento médico. “Lá era bastante difícil conseguir ficha, pois o posto fica sempre cheio. Esse posto aqui um sonho nosso. Agora, vamos poder ter consulta e fazer exame perto de casa”, afirmou.
Estrutura – Com investimento municipal de R$ 1,7 milhão, a USF Vila Verde conta com dois pavimentos, distribuídos em 630m² de área, com total acessibilidade. A capacidade de atendimento é de 650 pessoas por dia, através da atuação das quatro equipes de saúde da família e outras quatro de saúde bucal. A nova instalação prestará assistência, prioritariamente, à população da das comunidades de Jaguaripe e Vila Verde. Aproximadamente 14 mil pessoas estão cadastradas na Estratégia de Saúde da Família dessas localidades e devem ser beneficiadas pelas novas instalações.
A unidade também vai cuidar da saúde da criança (acompanhamento de crescimento e desenvolvimento), do adolescente e saúde da mulher (planejamento sexual e reprodutivo, atenção ao pré-natal, rastreamento de câncer de colo de útero e de mama e outros). O público masculino também está contemplado pela unidade, que abrirá aos sábados só para esse atendimento.
Haverá também serviços de saúde do idoso (realização de ações de assistência e grupo de convivência) e atendimento bucal. A unidade disporá ainda de serviços complementares como curativo, coleta de material para exames laboratoriais, vacinação; realização de visita domiciliar, marcação de consulta para outras especialidades e exames ofertados no Distrito Sanitário, dispensação de medicamentos básicos e confecção do Cartão SUS. Serão ofertados, ainda, serviços de atenção integral, focando nos programas de hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme.
Ampliação – De acordo com o secretário Luiz Galvão, a região do Distrito Sanitário Itapuã, em 2012, tinha apenas 20% da cobertura em Atenção Básica de Saúde. Até o fim de 2018, o número saltará para 54%. Com as novas inaugurações previstas para os próximos dois anos, a intenção é encerrar o ano de 2020 com mais de 76% de cobertura da região.
Por:SECOM 

Deixe uma resposta